Motores

Miguel Ramos supera dificuldades em Silverstone

Miguel Ramos saiu da segunda ronda do Blancpain Endurance Cup, que se disputou no passado fim de semana em Silverstone, com o resultado possível, não o que pretendia. Mas atendendo às dificuldades sentidas e à enorme competitividade do campeonato, mostrou um bom ritmo competitivo.

A quinta posição na categoria Pro Am e o 26º lugar absoluto não era o que o piloto de Gaia planeava para esta prova de três horas, onde voltou a dividir o Lamborghini nº 78 da Barwell Motorsport com Richard Abra e Leo Matchitski.

Para se ter uma ideia de quanto disputada foi a qualificação basta dizer que 17 carros ficaram no mesmo segundo, com Ramos e os seus companheiros a obterem o 39º registo e o 11º da sua classe.

Na corrida a intenção era melhor o resultado, mas o destino quis que a prova da equipa do Lamborghni vermelho fosse tumultuosa. O começo da corrida até correu “muito bem”, como explica Miguel Ramos: “Seguia em segundo da classe (20º da geral) até ter sido tocado por um Ferrari e ter perdido 10 lugares”.

“Após esse momento critico, fiquei no tráfego com alguns carros mais lentos, mas mesmo assim muito difíceis de passar. Este é um campeonato muito difícil, corridas disputadíssimas, com um nível altíssimo e sempre a um ritmo impressionante. As corridas da Endurance Cup já não são provas de Endurance, cada turno é uma mini-prova de sprint”, acrescenta o piloto português.

Em destaque

Subir