Motociclismo

Queda estraga prova promissora de Miguel Oliveira em Sachsenring

Uma queda, logo à segunda volta, estragou a prova a Miguel Oliveira no Grande Prémio da Alemanha de MotoGP, que hoje se disputou no Circuito de Oschersleben.

Tendo por objetivo terminar nos pontos, como tinha sucedido na Holanda, o piloto português da Red Bull KTM Tech 3 queria tirar partido do facto de largar da 15ª posição, mas a sorte não quis nada com ele e após uma primeira volta ao ataque perdeu o controlo da sua RC16 # 88 e foi ao asfalto quando era 17º, quase em simultâneo com Johann Zarco, piloto oficial da KTM

Miguel voltaria a pegar na sua moto e retomado a prova, para seguir o 20º posto. O atraso sofrido fez que terminasse longe dos pontos na 18ª posição.

No final o piloto de Almada não escondia a sua deceção: “O começo da corrida foi mesmo bom, mas após dez voltas teve uma grande quebra. Mesmo assim tentei manter o ritmo, mesmo se baixou novamente. Por isso foi impossível manter a aderência nas curvas para a esquerda, e era fácil a moto derrapar muitas vezes. Andava muito de lado”.

“Não consegui estar confortável na moto e lutava bastante com ela, especialmente com a parte esquerda. Temos de continuar a trabalhar duramente para ver onde podemos melhorar com a moto”, acrescentou Miguel Oliveira.

27Shares

Mais partilhadas da semana

Subir