Nas Notícias

Miguel Oliveira larga da 16.ª posição para o GP da República Checa

Miguel Oliveira (KTM) garantiu hoje o 16.º lugar da qualificação para o Grande Prémio da República Checa, no circuito de Brno, num dia em que, pela primeira vez, uma KTM conseguiu um lugar na primeira linha da grelha.

Oliveira teve de disputar logo a primeira fase da sessão, a Q1, registando 2.05,763 minutos como melhor tempo, que o deixou na sexta posição. No entanto, apenas os dois primeiros passavam à fase seguinte, a Q2, e a sorte coube ao francês Johan Zarco e ao espanhol Pol Espargaró, ambos em KTM da equipa oficial.

O piloto português não se deu muito bem com as condições mistas da pista, que tinha a maior parte do asfalto molhado, à exceção de algumas linhas da trajetória, já secas. Por isso, os pilotos saíram com pneus mistos.

“Foi um dia complicado, sempre com condições mistas. Na Q1, tirei o máximo partido dos pneus de chuva. Foi uma qualificação apertada e era difícil passar à Q2”, disse Oliveira, para quem “o 16.º lugar não é mau de todo”.

Miguel Oliveira está otimista para domingo: “Na corrida, podemos terminar numa posição muito melhor. Sinto-me bastante bem no piso seco. Será uma boa corrida”, prometeu o português.

E, foi precisamente a escolha de pneus que fez a diferença na Q2, pois o espanhol Marc Márquez (Honda), campeão em título e líder do campeonato, arriscou e montou pneus lisos macios, enquanto a maior parte dos adversários continuava com pneus mistos (que proporcionam menos aderência).

Foi já com a chuva a cair no circuito de Brno que o espanhol conseguiu o melhor tempo do dia, com 2.02,753 minutos, menos 2,524 segundos do que o australiano Jack Miller (Ducati), segundo classificado também com pneus lisos (slick).

No terceiro e último lugar da primeira linha da grelha de partida ficou, pela primeira vez, uma KTM, pelas mãos de Johann Zarco.

“Sei que arrisquei muito, até pela posição no campeonato, mas gosto sempre de ser o melhor”, explicava Márquez, no final.

Esta foi a sexta vez em 10 provas nesta temporada que Marc Márquez conseguiu o melhor tempo da qualificação, igualando o australiano Michael Dohan com 50 ‘pole positions’.

O italiano Andrea Dovizioso (Ducati) sairá da quarta posição, tendo ao seu lado na segunda linha da grelha os espanhóis Pol Espargaró (KTM) e Alex Rins (Suzuki).

Mais partilhadas da semana

Subir