Motores

Miguel Campos “com a sensação que podia ter conseguido melhor resultado” na Madeira

Miguel Campos e António Costa regressaram à competição no Rali Vinho Madeira, alcançando a quarta posição, sendo o terceiro melhor português na prova, logo atrás dos locais Alexandre Camacho e João Silva. Um resultado que foi em grande medida ditado pelas condições climatéricas que se fizeram sentir em algumas classificativas.

O piloto de Famalicão, que voltou a guiar o Skoda Fabia R5 da AR Vidal, mostrou-se muito rápido em piso seco e evidenciou dificuldades só quando o piso se encontrou escorregadio.

Para Miguel Campos ficou a sensação de que sem o fator chuva o pódio teria sido possível: “A chuva não estava mesmo nas nossas previsões para esta prova. Tínhamos a certeza que estávamos com um bom ‘set-up’ para pisos secos, o que nos alimentou a esperança de obter um grande resultado nesta prova”.

“Contudo, com a maioria dos troços da primeira etapa completamente molhados, e sem ter o carro afinado para tal, tentamos acima de tudo não perder muito tempo e evitar uma saída de estrada”, explica o piloto famalicense.

“No segundo dia, já com pisos secos, que estavam mais a nosso gosto, não valia a pena arriscar muito, pois a nossa classificação estava encontrada, quatro lugar mas ficou a sensação de que se estivesse sempre piso seco poderíamos ter alcançado um melhor resultado um lugar no pódio”, acrescenta Miguel Campos.

Fotos: AIFA

 

Mais partilhadas da semana

Subir