Motores

Miguel Barbosa triste com desistência quando lutava “pelos lugares do pódio”

Miguel Barbosa abordava o Rali Terras D’Aboboreira com renovadas e justificadas expetativas de terminar no pódio, mas infelizmente uma saída de estrada pôs fim à sua participação na prova do Clube Automóvel de Amarante, a sétima do Campeonato de Portugal da especialidade.

Enquanto esteve em prova o piloto do Skoda Fabia R5 rodou num ritmo que permitia acalentar esperanças de terminar entre os três primeiros. Contudo na primeira passagem pela classificativa de Carvalho de Rei tudo se precipitou e a desistência foi inevitável.

Fotos: AIFA

Os danos causados no Fabia R5 de Miguel Barbosa e Jorge Carvalho não permitiram a continuidade da equipa no rali que este ano percorrida os concelhos de Amarante, Baião e Marco de Canaveses.

“Estávamos a fazer um excelente rali em luta pelos lugares de pódio e com um andamento forte, mas infelizmente abri de mais numa curva e acabei por não a conseguir fazer e danificámos a traseira esquerda do nosso Skoda Fabia R5”, começou por explicar o piloto lisboeta.

Miguel Barbosa lamenta o sucedido, sobretudo face ao andamento e à forma como encarou este evento: “Foi pena porque a equipa estava a fazer um excelente trabalho, nós tínhamos preparado bem esta prova e o teste antes da corrida tinha sido bom, o que nos dava uma grande motivação, mas são assim as corridas”.

Dou os meus parabéns ao Zé Pedro e à Inês que conseguiram uma excelente e merecida vitória”, acrescentou o piloto do BP Ultimate Vodafone Skoda Team, que já começa a pensar na próxima prova do Campeonato de Portugal de Ralis, a 4 e 5 de outubro; o Rallye Vidreiro Centro De Portugal – Marinha Grande.

Mais partilhadas da semana

Subir