Fórmula 1

Mick Schumacher na Ferrari Academy

‘Bom demais para perder’ terão pensado os responsáveis pela Ferrari Academy – ao integrarem o filho de Michael Schumacher no programa de desenvolvimento de jovens pilotos da ‘Scuderia’ de Maranello.

Não é segredo nenhum que muitas das equipas de Fórmula 1 vinham seguindo a carreira promissora de Mick Schumacher, que no ano passado se sagrou Campeão da Europa de Fórmula 3.

A história da Ferrari e da família Schumacher volta agora a cruzar-se, depois dos títulos mundiais conseguidos por Michael no final da década de 1990 e início dos anos 2000, então sob o binómio Jean Todt/Ross Brawn.

Sendo a Prema uma espécie de equipa júnior não oficial da ‘Scuderia’, não admira esta conjugação de circunstâncias para incluir Mick Schumacher no programa de jovens pilotos de Maranello, à imagem do que sucedeu no passado recente com Charles Leclerc.

Claro que o jovem alemão está radiante com esta nova oportunidade: “Estou maravilhado com a parceria com a Ferrari, e que o meu futuro no desporto automóvel se escreva de vermelho. É um novo passo na direção certa, onde vou poder beneficiar do imenso conhecimento existente.“É claro que a Ferrari tem um lugar à parte no meu coração desde que nasci, mas também nos corações da nossa família”.

Pelo lado da Ferrari Mattia Binotto é claro quanto a esta escolha: “Para alguém como eu, que o conhece desde que nasceu, não havia qualquer dúvida sobre acolher Mick na Ferrari e por isso é um sentimento especial. Mas escolhemo-o pelo seu talento e qualidades humanas e profissionais, que já o distinguiram”.

Para além de Mick Schumacher o programa Ferrari Academy integra pilotos como Giuliano Alesi (filho do ex-piloto de F1 Jean Alesi), Callum Illot, Marcus Armstrong, Enzo Fittipaldi (neto do antigo Campeão do Mundo Ermerson Fittipaldi), Robert Schwaztzman, Antonio Fuoco, Guan Yu Zhou e Gianluca Petecof.

37Shares

Mais partilhadas da semana

Subir