Economia

Mercadona partilha 384 milhões de lucros com 90 mil colaboradores em Portugal e Espanha

A Mercadona partilhou lucros da empresa com os 90 mil colaboradores, em Espanha e Portugal. Mais de 384 milhões de euros, relativos a lucros entre março e abril de 2020, foram entregues aos profissionais, com o objetivo de reter talento e ter funcionários satisfeitos.

Os acionistas da Mercadona partilharam com os 90 mil colaboradores que constituem a sua equipa, em Espanha e Portugal, mais de 384 milhões de euros entre março e abril de 2020 provenientes dos lucros da empresa.

Os acionistas da Mercadona partilharam com os colaboradores mais de 384 milhões de euros em prémios nos meses de fevereiro e março.

“Deste valor total, 340 milhões de euros dizem respeito ao prémio anual é atribuído adicionalmente à retribuição mensal, representando um vencimento extra (a partir de um ano de antiguidade) ou dois vencimentos adicionais (após os cinco anos de antiguidade), recebidos por 99 por cento dos colaboradores”, revela a multinacional.

A partilha de lucros da empresa com os funcionários acontece há 19 anos. “No âmbito da política de retribuição variável implementada há vários anos, a empresa partilhou com os seus colaboradores os lucros obtidos ao longo do exercício anterior, ao premiar todos os membros da sua equipa com mais de um ano de antiguidade, cujo envolvimento ao longo dos doze meses permitiu cumprir os objetivos pessoais especificamente definidos para o seu posto de trabalho, bem como os da empresa”, realça a Mercadona.

Além deste prémio anual, “a empresa garante ainda contrato efetivo desde o primeiro dia, um incremento anual de 11 por cento no vencimento durante os primeiros cinco anos na empresa e salários acima da média do setor”.

Com esta prática a empresa visa “reter talento, contar com uma equipa coesa e motivada e dispor dos melhores profissionais”, seguindo a premissa de que só com profissionais competentes e satisfeitos poderá prestar um bom serviço.

“Em março, 44 milhões de euros destinaram-se à atribuição de um ‘Prémio de Reconhecimento pelo Esforço e o Compromisso’, dada a situação de crise de saúde, provocada pelo coronavírus. Este prémio, anunciado a 13 de março pelo presidente da Mercadona, é equivalente a 20 por cento da retribuição mensal bruta e foi entregue aos colaboradores juntamente com o vencimento de março a todos os 90 mil colaboradores, de Portugal e Espanha”, refere nota da empresa.

A equipa da Mercadona é formada por 90 mil profissionais, 900 dos quais em Portugal. O número de funcionários em solo luso cresceu no último ano.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir