Mundo

A menina síria que chora sangue e chama pelo pai

Uma menina síria de 8 anos, chamada Aya, é protagonista de um vídeo que pode perturbar as pessoas sensíveis. Ela chora de forma desesperada, com lágrimas ao lado do sangue que lhe corre no rosto. Foi vítima de um ataque aéreo, em Talbiseh, na Síria, e pela primeira vez está separada dos pais.

A imagem choca, o áudio perturba. Aya grita “baba”, que significa “pai”. Ela nunca estivera separada dos pais e pela primeira vez enfrenta essa cruel realidade, por culpa da guerra.

O vídeo tornou-se viral, assim como uma imagem que mostra Aya antes do ataque e depois do ataque. As diferenças estão no rosto, não apenas nas lágrimas e no sangue, mas no sorriso que a guerra oprime.

É mais um sinal de alerta para a guerra da Síria, que o mundo continua a ignorar e que só graças a episódios como este – o do pequeno Omran, o menino de 5 anos resgatado de outro ataque aéreo – cativam a nossa atenção.

Esta história teve um final ‘feliz’, com todas as aspas que poderemos colocar. Ela reencontrou o pai, por quem gritou. Mas continuam a cair bombas na Síria.

As imagens são perturbadoras e exigem alguma frieza ao leitor.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir