Mundo

Medicamento contra a covid-19 terá um custo de 2082 euros por paciente

O Remdesivir, o primeiro medicamento a ser recomendado pela Agência Europeia de Medicamentos (AEM) contra a covid-19, vai ter um custo de 2000 euros por paciente.

O preço foi avançado pela farmacêutica Gilead Sciences, de acordo com um comunicado da empresa citado pela agência Bloomberg.

O tratamento, que dura cinco dias, terá um custo de 2340 dólares (2082 euros ao câmbio atual), pois implica a utilização de seis frascos do medicamento.

O frasco de Remdesivir vai custar 390 dólares (cerca de 347 euros) aos serviços de saúde dos países desenvolvidos, mas terá um preço de 520 dólares para as empresas norte-americanas.

“Queremos garantir que nada falhe para que o Remdesivir chegue aos doentes”, afirmou o CEO da farmacêutica, Daniel O’Day.

Nas contas da empresa, os serviços de saúde vão poupar cerca de 10 690 euros por paciente, uma vez que o tratamento permite uma alta hospitalar quatro dias mais cedo.

Em Portugal, o Remdesivir, um antiviral utilizado no tratamento da febre hemorrágica do ébola, está a ser utilizado em pacientes com os casos mais graves de covid-19.

Um ensaio clínico com pacientes hospitalizados, cujo resumo foi publicado no New England Journal of Medicine, demonstrou que este medicamento obteve uma redução da mortalidade entre os sete e os 12 por cento em adultos com covid-19 a receber oxigénio.

0Shares

Em destaque

Subir