Nas Notícias

Mata uma mulher em Loures e confessa que assassinou o marido da amante em 2014

Um homem violou e assassinou uma mulher em Loures, num crime que apresentava grandes semelhanças com outro, cometido em 2014, na Amadora. Segundo conta o Jornal de Notícias, a Polícia Judiciária ligou os dois casos e conseguiu que o suspeito confessasse que matou o marido da amante.

Dois crimes, os mesmos padrões, o mesmo homicida. A história começa em 2014, quando um homem decide matar o marido da amante. A vítima tinha 51 anos, a amante 27.

De acordo com o Jornal de Notícias, o autor desse homicídio confessou o crime, praticado na Amadora, em coautoria a jovem de 27 anos. O objetivo é que a mulher ficasse livre para esse relacionamento extraconjugal.

Um tiro na cabeça e estrangulamento, na casa da vítima. O homicida colocou ainda o corpo numa banheira e submergiu-o, para se assegurar de que estaria realmente morto.

A viúva foi considerada suspeita, mas a PJ não foi capaz de encontrar indícios suficientemente fortes.

O caso ficou, desse modo, por deslindar.

Até que em novembro uma mulher é violada e assassinada, na sua casa, em Loures.

A PJ identificou um suspeito e verificou que havia enormes coincidências entre este homicídio e aquele outro, de 2014.

Os procedimentos do homicida eram extremamente semelhantes. Acresce que os inspetores descobriram que este homicida tivera um caso amoroso com aquela viúva.

Sujeito a interrogatório, o homem acabou por confessar à PJ a autoria do homicídio de há quatro anos.

É agora arguido e responde pela prática dos dois crimes.

Também a viúva foi chamada à Justiça. Ambos estão em prisão preventiva.

Mais partilhadas da semana

Subir