Nacional

Markl chora morte de amigo e arrepende-se por não o ter visitado

Nuno Markl partilhou uma emotiva mensagem nas redes sociais onde se mostra de luto por ter perdido um amigo daqueles que é “genuinamente amigo”. O radialista aproveita ainda a mensagem para explicar que aprendeu uma “lição” e mostra-se arrependido por não ter tido tempo para visitar o amigo.

“Hoje perdi um amigo. Do meio sem ser do meio, o Luís Costa fazia parte da minha vida desde que comecei profissionalmente a fazer rádio, em 91”, começa por escrever Nuno Markl.

O animador de rádio explica que “nestas alturas tudo soa a cliché de obituário”.

“Mas acreditem quando vos digo que era, genuinamente, uma das melhores pessoas que conheci em 47 anos de vida.”

Markl mostrou-se arrependido por não ter tido tempo para uma última visita em vida ao amigo.

“Fiquei-lhe aquém da amizade que ele me tinha, nos últimos meses. Deixei que o trabalho e merdas insignificantes que me tiraram o sono, adiassem uma visita que lhe era há muito devida. Estava a reservá-la para depois do Natal”.

Com a partida do amigo, Markl fica com uma lição.

“Não se adiam amigos, essa é a lição do dia. Mesmo quando não há tempo, tem de haver sempre tempo. Já tenho saudades do Costa, das sessões semanais de cinema que fazíamos com as caras-metade quando vivíamos mais perto um do outro, da bondade pura e desinteressada, do ombro amigo em alturas difíceis”.

Na mensagem, que Markl faz acompanhar por uma imagem toda a negro, o radialista salienta que o amigo agora falecido era “o que todos queremos ser quando formos grandes”.

“Num mundo genericamente mau e crescentemente medíocre, perder mais uma boa pessoa é um apocalipse.”

Mais partilhadas da semana

Subir