Economia

Zuckerberg opta por vender ações para cumprir obrigações fiscais

facebook1impostos zuckerbergMark Zuckerberg, fundador do Facebook, têm em marcha um plano de venda de ações, bem como outros acionistas, no valor de 4000 milhões de dólares. O CEO da rede social pretende angariar verba “para pagar impostos”, segundo um comunicado difundido pela empresa.

Está em marcha um plano de venda de ações gigantesco, que envolve diversos acionistas do Facebook, entre os quais o CEO Mark Zuckerberg.

Este plano prevê um encaixe de 3,9 mil milhões de dólares, verba que, no caso de Zuckerberg, servirá para cumprir obrigações fiscais, de acordo com o Económico.

O Facebook vai alienar mais de 27 milhões de títulos, segundo aquele jornal, sendo que “outras 43 milhões de ações serão vendidas por alguns acionistas”.

Destas, “41,35 milhões de ações” pertencem a Mark Zuckerberg. Mas se o fundador do Facebook vai pagar impostos, o mesmo não se aplica à maior rede social do mundo: o Facebook pretende investir o capital conseguido com esta operação de venda de ações.

Segundo um comunicado do Facebook, que o Económico cita, parte dos resultados desta venda serão usados em “aquisições de negócios complementares, tecnologias e outros ativos”.

Recorde-se que a rede social está a apostar em novas campanhas publicitárias, que deverão aumentar as receitas. A faturação deverá atingir cerca de dois milhões de dólares por dia, no máximo, para os utilizadores com idades compreendidas entre os 18 e os 54 anos.

Os anúncios permitiram um aumento dos encaixes financeiros, no terceiro trimestre, na ordem dos 66 por cento (mais 1,8 mil milhões de dólares).

A publicidade a partir de ligações por rede móvel é a mais atrativa por parte dos investidores na rede social e já representava, no terceiro trimestre de 2013, 49 por cento do total da faturação, o que compara com os 41 por cento do segundo trimestre.

Em destaque

Subir