Motociclismo

Mário Patrão enfrentou navegação complicada em Marrocos

Mário Patrão aguentou com tenacidade a etapa super maratona do Rali de Marrocos que hoje se disputou.

Uma tirada com navegação complicada com quase 400 quilómetros, onde o piloto de Seia procura replicar as participações positivas no Serres Rally e no Panafrica Rally.

“Na etapa que hoje disputámos tivemos alguns ‘way points’ bastantes difíceis de alcançar o que me obrigou a perder algum tempo. Continuamos cautelosos na prova, pois ainda nos faltam muitas etapas e quilómetros. É extremamente importante para mim e para a equipa manter-me em prova“, salientou Mário Patrão à chegada a Erfoud.

O piloto beirão, integrado desta vez na equipa oficial da KTM, enfrenta amanhã a segunda parte da super maratona, naquela que será a terceira jornada deste rali. A etapa do dia que terá início e fim em Erfoud contará com três setores seletivos. O primeiro terá 79,80 quilómetros, o segundo e mais extenso 210,80 e o terceiro o mais curto da etapa, 72,38 quilómetros.

Em destaque

Subir