Nacional

Maria Vieira: “Este miserável Governo suporta os crimes da indústria dos fogos”

Maria Vieira faz novo ataque duro ao Governo socialista, outra vez devido aos incêndios. “Esta gente que está no poder” tem de ser responsabilidade “pela ‘suposta’ conivência com a ‘indústria’ dos fogos”, frisou.

O comentário da atriz surgiu já durante a madrugada, na sequência de uma reportagem da TVI – à qual se encontra agora ligada – que apontava “a ‘suposta’ conivência do Estado Português com esta ‘indústria’ dos fogos”,

“É bom que a Comunicação Social (a TVI é a única que nesta altura se debruça seriamente sobre este tipo de situações) denuncie estes crimes supostamente suportados e apoiados pelo governo socialista que nos rege nesta altura”, frisou Maria Vieira.

A ‘parrachita’ reconheceu que “outros governos foram também acusados nesta reportagem”, salientando que “agora temos que responsabilizar esta gente que está no poder – PS, PCP e BE”.

“Eu faço questão de sublinhar e de apoiar esta contestação e de continuar a desempenhar o meu direito como cidadã”, argumentou a atriz, que diz ser vítima da “evidente força contrária representada pela comunicação social de esquerda afecta a este miserável e criminoso governo que dia após dia me tenta denegrir e prejudicar, deturpando e mentindo no que diz respeito a todas as declarações que faço na minha página de Facebook”.

“Não sou eu que peço para que publiquem deturpadamente tudo aquilo que escrevo na minha página e são claramente aqueles que julgam me influenciar sem sucesso que o fazem na esperança de obterem o meu silêncio”, insistiu Maria Vieira.

Para o final, uma promessa: “Pois tirem o vosso cavalinho da chuva porque eu continuarei lutando pelo meu país contra os tiranos que usurparam o poder e nos mantêm reféns destas ignomínias que nos condenam à miséria. Um dia, a verdade será reposta e nessa altura se verá quem tinha razão. Um forte abraço a todos aqueles e aquelas que são muitos e que me apoiam incondicionalmente. Bem-hajam”.

Mais partilhadas da semana

Subir