Fórmula 1

Marcus Ericsson troca F1 pela IndyCar

Se Fernando Alonso já afirmou não ir disputar a temporada 2019 da IndyCar, outro piloto vai fazê-lo; Marcus Ericsson.

Sem saídas na disciplina máxima do automobilismo, uma vez que Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi serão a dupla da Sauber para a próxima época, o sueco viu-se obrigado a tentar uma alternativa.

Ericsson opta por se manter nos monolugares, mas disputando o campeonato norte-americano com a equipa Schmidt Peterson Motorsport, mas continuará com um ‘pé’ na F1 com piloto de reserva da Sauber.

“É a altura perfeita para a minha carreira, depois de ter passado cinco anos na Fórmula 1. Desejo trabalhar com a Schmidt Peterson Motorsport, da qual ouvi boas coisas. Eles alcançaram um dos mais belos feitos destes últimos anos e eu espero continuar essa história”, justificou o piloto escandinavo.

Marcus Ericsson refere também: “As corridas da IndyCar parecem sensacionais e estou ansioso por tomar parte nelas. Tenho muitas coisas novas a aprender com as novas pistas, as ovais, etc. Não será simples, mas estou impaciente para experimentá-las”.

Na sua nova equipa na IndyCar Marcus Ericsson vai encontrar James Hinchcliffe, ocupando o lugar do azarado Robert Wickens, que sofreu um acidente que o pode deixar paraplégico, ainda que o monolugar do sueco seja o # 7, uma vez que o # 7 ficará sempre reservado ao canadiano protagonista de um violento despiste em Pocono (Pensilvânia) no mês de agosto.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir