Nas Notícias

Marcelo considera que “se fez tudo” para evitar tragédias como as de 2017

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que “se fez tudo, a todos os níveis”, para que não se repetissem as tragédias dos incêndios do ano passado.

Em declarações aos jornalistas em Tondela, no final de uma visita de dois dias a vários concelhos do distrito de Viseu afetados pelos incêndios de outubro de 2017, Marcelo Rebelo de Sousa realçou o trabalho feito “no reforço de efetivos, em várias instituições, nos dispositivos que foram montados, no envolvimento das autarquias, dos autarcas e da sociedade civil e na mobilização da população”.

O Presidente da República admitiu que ainda há “muito a fazer”, mas reconheceu que “houve um salto qualitativo enorme na prevenção”, mobilizando desde as crianças, até aos mais velhos.

“A sociedade, os portugueses como um todo, responderam o melhor que era possível a esse desafio. Perceberam que era uma experiência irrepetível e, portanto, mobilizaram-se”, afirmou.

Apesar de este verão se terem vivido “alguns momentos menos felizes”, como, por exemplo, o incêndio de Monchique, “o balanço global traduz essa mobilização nacional”, sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa.

0Shares

Em destaque

Subir