Nas Notícias

Manuela Moura Guedes critica ‘defesa nacional’ de Ronaldo

A “procuradora” da SIC assumiu uma posição controversa na polémica que envolve Cristiano Ronaldo, criticando a defesa do craque mesmo por quem não conhece o caso. “Quando as pessoas dizem não, é mesmo não”, afirmou Manuela Moura Guedes.

Após dez anos de afastamento do pequeno ecrã, a jornalista estreou a nova rubrica no ‘Jornal da Noite’ e a acusação de violação imputada a CR7 foi um dos temas que andou a ‘procurar’ na internet.

Manuela Moura Guedes questionou como há personalidades com cargos públicos, como o Presidente e o primeiro-ministro, a destacarem o prestígio para Portugal no desporto de alguém que está a ser processado por crimes de índole sexual.

“Aqui em Portugal, todos desejam que ele seja inocente, inclusivamente António Costa ou Marcelo Rebelo de Sousa”, criticou: “Ele neste caso não pode contar como herói de coisa nenhuma, ele é uma pessoa”.

A nova comentadora da SIC rebateu ainda a ‘desculpa’, avançada por muita gente, de ter sido Kathryn Mayorga a convidar Cristiano Ronaldo para subir ao quarto.

“Quando as pessoas dizem não, é mesmo não”, frisou.

Em conclusão, referiu que todo este caso “já manchou o nome de Cristiano Ronaldo”.

Recorde-se que, entre vários crimes, o jogador está também acusado de… “fraude anal“.

A “procuradora” andou também a pesquisar por “demissões de ministros” e surpreendeu-se por não encontrar a de Azeredo Lopes, que tutela a Defesa.

“Isto parece comédia se não fosse muito grave”, afirmou, referindo-se ao caso de Tancos: “Tratam-se de armas!”

Outro tema abordado por Manuela Moura Guedes foi a não recondução da procuradora-geral da República.

“Como é óbvio, o primeiro-ministro e o PS não gostavam de Joana Marques Vidal”, acusou.

Mais partilhadas da semana

Subir