Nacional

“Manipuladas e facciosas”, diz Carrilho sobre as imagens de violência doméstica

Manuel Maria Carrilho reagiu à exibição de imagens de alegada violência doméstica sobre Bárbara Guimarães e os filhos, garantindo que são “manipuladas e facciosas”.

As imagens, ontem exibidas pela TVI24, terão sido registadas em 2014, quando o ex-ministro e a apresentadora já se encontravam separados.

Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães discutiram à porta do apartamento da apresentadora, com a filha Carlota, que tinha 3 anos, nos braços dos pais.

A certa altura, a criança diz “Quero ir para o chão”, com o professor universitário a responder que só iria quando a mãe aparecesse para a buscar.

“Coitadinha, anda cá, querida”, reagiu, então, Bárbara Guimarães.

A TVI mostrou as imagens com a descrição de que as mesmas “provam que o ex-ministro que nunca poupou os filhos a situações de violência, ameaças e ofensas a Bárbara Guimarães”.

Manuel Maria Carrilho já reagiu.

“As imagens são manipuladas e facciosas”, afirmou, em declarações ao Correio da Manhã.

Também Dinis, o filho do ex-casal, reagiu às imagens, entrando em direto durante o debate que decorria na TVI24.

“Eu não sou vítima”, garantiu: “Fiz queixa contra a minha mãe inúmeras vezes e o tribunal não fez nada.

“A minha mãe batia-me”, revelou ainda Dinis, acrescentando que as acusações feitas sobre o pai “não fazem sentido”.

Mais partilhadas da semana

Subir