América do Sul

Maioria dos juízes do tribunal eleitoral do Brasil rejeita candidatura de Lula da Silva

A maioria dos juízes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do Brasil rejeitou hoje a candidatura de Lula da Silva às presidenciais, após quatro votos a um no plenário, ainda em curso, da corte que tem sete juízes.

Com a decisão, o ex-Presidente brasileiro fica impedido de manter-se candidato à Presidência do Brasil pelo Partido dos Trabalhadores (PT), que terá o prazo de dez dias para indicar um novo candidato para participar das eleições presidenciais do país.

Contestada por 16 pedidos de impugnação no TSE, o registo de candidatura de Lula da Silva acabou indeferido porque o antigo Presidente foi condenado em duas instâncias da Justiça brasileira, condição que o impede de concorrer a cargos públicos segundo as leis eleitorais do país.

Lula da Silva foi condenado pela justiça brasileira, em duas instâncias, a 12 anos e um mês de prisão num processo em que é acusado de ter recebido um apartamento de luxo na cidade do Guarujá da construtora OAS, em troca de favorecer contratos da empresa com a estatal petrolífera Petrobras.

Mais partilhadas da semana

Subir