Nas Redes

Maddie está viva, garante documentário da Netflix

A Netflix vai produzir um documentário sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, em 2007. A série documental está baseada na teoria do rapto da menina inglesa.

O ‘caso Maddie’ continua a dar que falar. A menina tinha 3 anos quando foi vista pela última vez, num aldeamento na Praia da Luz, no Algarve, e muitas teorias têm sido exploradas desde então, até porque as investigações das autoridades nunca foram conclusivas.

Agora, é a vez da Netflix recuperar a teoria do rapto, numa série documental que está a produzir.

De acordo com o tablóide The Sun, o documentário conta com dezenas de entrevistas e testemunhos, incluindo de investigadores privados.

Jim Gamble, apresentando como “o principal investigador de crimes infantis no Reino Unido”, é um dos entrevistados.

“Acredito firmemente que, no meu tempo de vida, vamos descobrir o que aconteceu a Madeleine McCann”, afirmou: “Devemos ter muita esperança nos avanços na tecnologia. De ano para ano, os teste de DNA estão a ficar melhores e o reconhecimento facial também”.

A tese defendida no documentário é que Maddie foi raptada por um grupo de traficantes de crianças, encontrando-se ainda viva: a ser verdade, tem agora 15 anos.

A produção da Netflix já foi contestada pelos pais de Maddie McCann, que lembram estar ainda em curso uma investigação oficial.

Veja o trailer.

Mais partilhadas da semana

Subir