Nas Notícias

Macau avalia prejuízos do tufão Mangkhut em mais de 170 milhões de euros

O tufão Mangkhut, considerado o mais forte da temporada, causou em Macau prejuízos económicos diretos e indiretos no valor de 1,55 milhões de patacas (173,77 milhões de euros), anunciaram hoje as autoridades.

De acordo com as estimativas da Direção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC), os prejuízos diretos alcançaram 520 milhões de patacas (56,83 mil euros) e os indiretos 1,03 mil milhões de patacas (112,57 mil euros).

Em meados de setembro, o tufão Mangkhut provocou 40 feridos e inundações graves no território, onde o sinal máximo de tempestade tropical esteve içado várias horas e mais de 5.600 pessoas tiveram de ser retiradas das habitações.

Dias depois, O Governo anunciou uma linha de crédito sem juros para ajudar as pequenas e médias empresas (PME) afetadas pelo tufão.

Ainda assim, “os prejuízos económicos (…) diminuíram significativamente em relação aos do tufão Hato (…) devido às medidas preventivas do Governo e dos diversos setores sociais, antes da chegada do tufão Mangkhut”, sublinhou a DSEC, em comunicado.

Em agosto do ano passado, o tufão Hato, apesar de se caracterizar pela mesma intensidade do Mangkhut, deixou 10 mortos, 240 feridos e prejuízos avaliados em 12,55 mil milhões de patacas (1,3 mil milhões de euros).

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir