Benfica

Vieira assegura nova expansão do Caixa Futebol Campus

O presidente do Benfica garantiu hoje a expansão do Caixa Futebol Campus, com a aquisição de um terreno próximo de 42 hectares, e que o clube negoceia outra quinta adjacente ao centro de estágio dos ‘encarnados’.

Após uma visita guiada às novas instalações de treino do futebol do Benfica, que incluíram uma passagem pelos balneários da equipa profissional, ginásio, departamento médico, gabinetes do staff técnico dos seniores e das camadas jovens, Luís Filipe Vieira vincou que o investimento no Seixal é para continuar, elogiando a criação de “uma fábrica” e disse que as ‘águias’ são já consideradas uma “referência mundial”.

Sem serem revelados prazos ou valores concretos para a nova expansão do centro de estágio, o presidente do Benfica explicou que há um projeto já concebido para os terrenos conhecidos como Quinta do Álamo, com uma área de 14 hectares, mas sobre os quais ainda não há acordo. Paralelamente, foi anunciada a compra da Herdade do Algarve, um terreno um pouco mais afastado com 42 hectares de área e que serve como alternativa para a expansão.

“Se não chegarmos a acordo com os proprietários, de certeza que iremos projetá-lo mais à frente, numa herdade que comprámos com 42 hectares. Ninguém nos vai demover do propósito da direção do Benfica de dar continuidade ao desenvolvimento deste projeto, que é o principal projeto estratégico do Benfica”, afirmou, estimando outros “dois a três meses” para a conclusão das negociações.

Luís Filipe Vieira apresentou ainda as maquetes para os projetos do colégio internacional do Benfica, que “numa primeira fase vai ter 650 alunos e vai terminar com 1200”, e um outro terreno com área de construção aprovada entre 30 a 32 mil metros quadrados para o clube vender. Para os terrenos que estão ainda em negociações existem planos para “mais seis campos de futebol e outra infraestrutura hoteleira independente” do clube.

“Acho que criámos umas condições fantásticas para o Benfica. Temos além das instalações uma estrutura profissional e recursos humanos fantásticos, que têm desenvolvido e projetado o futuro com jogadores para a primeira equipa e para o futebol internacional. Queremos criar condições para projetar talento”, acrescentou.

Quanto às novas áreas e espaços sujeitos a obras de renovação e ampliação entre maio de 2017 e dezembro de 2018, Pedro Mil-Homens, diretor do Caixa Futebol Campus, agradeceu o envolvimento do presidente ‘encarnado’ e destacou a construção do hotel e do espaço de áreas de apoio a staff e jogadores, numa área total de 7290 metros quadrados. Já as áreas remodeladas – quartos, balneários e espaços de apoio – ascenderam a 5600 metros quadrados.

“O futebol de formação não estaria onde está hoje se não fosse a sua visão. Obrigado pela sua determinação e constante envolvimento. Iremos honrar o nome do Benfica em nome do futebol de formação. Queremos formar, desenvolver e projetar jogadores para ajudar a chegar à equipa principal”, declarou o responsável do centro de estágio do Seixal.

Presentes ao longo da visita estiveram também Rui Costa, administrador da SAD, e Tiago Pinto, diretor para o futebol, tendo o treinador da equipa principal, Bruno Lage, comparecido no lançamento da visita guiada da comunicação social.

Mais partilhadas da semana

Subir