Economia

Lucros com comissões bancárias sobem nove por cento

Os quatro principais bancos no mercado português registaram uma subida de nove por cento nas comissões bancárias cobradas no primeiro semestre do ano. Em meio ano, as comissões renderam 733 milhões de euros à Caixa, ao Millennium, ao Santander e ao BPI.

Em comparação com o primeiro semestre de 2017, os lucros com as comissões bancárias aumentaram 58 milhões de euros, de acordo com os dados hoje publicados pelo Correio da Manhã.

O Millennium BCP lidera esta lista, tendo arrecadado 234 milhões de euros.

Santander Totta e Caixa Geral de Depósitos estão bastante atrás, com 184,4 e 180 milhões, enquanto o BPI recebeu 134,6 milhões de euros em comissões.

No ano passado, as comissões renderam 1876,8 milhões de euros aos cinco principais bancos (os quatro referidos mais o Montepio), mais 102,8 milhões do que em 2016.

Já este ano, quando a Caixa Geral de Depósitos aumentou os preços, a associação de defesa do consumidor DECO calculou que os bancos lucrem cinco milhões de euros por dia com as comissões bancárias.

Muitas destas comissões não correspondem a um serviço prestado ao cliente, como é o caso da “manutenção” da conta bancária ou o “processamento das prestações” relativas ao crédito.

Várias iniciativas têm chegado ao Parlamento, mas a verdade é que os bancos continuam “a aplicar comissões onde querem”, segundo a DECO.

20Shares

Em destaque

Subir