Nas Notícias

Lucro da Corticeira Amorim desce 2,1 por cento no primeiro semestre do ano, para 40,4 milhões de euros

A Corticeira Amorim apresentou no primeiro semestre um resultado líquido de 40,4 milhões de euros, menos 2,1 por cento do que nos primeiros seis meses do ano passado, quando foi de 41,2 milhões de euros, anunciou hoje a empresa.

A dívida remunerada líquida da empresa subiu de 102,1 milhões de euros, no primeiro semestre de 2018, para 149,9 milhões de euros, nos primeiros seis meses deste ano, de acordo com o comunicado da corticeira divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O EBITDA (resultados antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) corrente da Corticeira Amorim diminuiu 11,8 por cento, de 77,4 milhões de euros para 68,2 milhões de euros, comparando iguais períodos.

As vendas da empresa subiram 3,1 por cento no primeiro semestre deste ano, para 412,2 milhões de euros, comparativamente aos primeiros seis meses do ano passado (399,8 milhões de euros).

De acordo com o comunicado da empresa “por Unidades de Negócio (UN)”, a UN Isolamentos foi a que teve um desempenho mais positivo, com um crescimento de 15,6 por cento das vendas, seguida da UN Matérias-Primas em 12,0 por cento.

As vendas das UN Rolhas e UN Aglomerados Compósitos cresceram 4,7 por cento e 4,0 por cento, respetivamente. A UN Revestimentos registou um decréscimo de vendas nos primeiros seis meses do ano.

Mais partilhadas da semana

Subir