Motores

Uma “lição” muito dura para Miguel Lobo em Espanha

Não foi fácil a participação de Miguel Lobo na terceira prova da Peugeot Rally Cup Ibérica, o Rali de Ferrol, disputado no passado fim de semana na região espanhola da Galiza.

O piloto de Paços de Ferreira sofreu o primeiro abandono da época, conhecendo a dura realidade das provas de estrada, onde um erro como o que cometeu pode ocorrer. Um despiste que provocou danos na traseira do seu Peugeot 208 R2, mas que ‘condenou’ a prova que estava a fazer.

Foto: AIFA

“Estava confiante e confortável com o carro e talvez me tenha entusiasmado em demasia numa zona muito rápida. O despiste foi inevitável mas ainda assim consegui evitar danos maiores”, explicou Miguel Lobo.

Apesar da deceção com o desfecho, o piloto pacense retira ensinamentos desta primeira prova em território espanhol: “Foi pena ter abandonado tão cedo, dado que estava a senti-me bem com o carro e achava que podia ser muito rápido. Talvez por isso tenha sofrido a saída de estrada”.

“Foi uma lição que me ajudará no futuro a dosear o andamento. Foi mais uma fase da minha aprendizagem e vou assegurar-me de que todos os ensinamentos retirados neste rali sejam aplicados nos próximos. Tenho de agradecer ao meu navegador, Paulo Marques, à BS Motorsport e ao Bernardo Sousa pelo apoio que me deram”, acrescenta Miguel Lobo, que já pensa na próxima prova, também em Espanha, o Rali das Astúrias, a 14 e 15 de setembro.

2Shares

Mais partilhadas da semana

Subir