Fórmula 1

Lewis Hamilton vence na terra da Ferrari

Hamilton gpitalia3Lewis Hamilton somou a sua terceira vitória da temporada de Fórmula 1 ao vencer o Grande Prémio de Itália, disputado este domingo no Autódromo de Monza. O inglês da McLaren dominou por completo a prova, apesar de nas últimas ter visto Sergio Perez aproximar-se perigosamente.

O mexicano da Sauber foi a grande surpresa da corrida italiana, a última do ano disputada em pistas europeias, terminando a prova a menos de cinco segundos de Hamilton, que esteve sempre na frente da corrida, depois de aproveitar a ‘pole position’ para se isolar no comando.

Perez, que teve uma primeira fase de prova em clara ascensão, colocando-se entre os seis primeiros, atacou forte na segunda fase, deixando para trás Kimi Raikkonen e os dois pilotos da Mercedes antes de iniciar o seu ‘assalto’ ao pódio.

Primeiro o mexicano aproximou-se de Felipe Massa e deixou para trás o brasileiro, para depois desferir o seu ataque a Fernando Alonso, que se mostrou impotente para fazer frente ao piloto da Sauber. Mesmo assim a terceira posição permitiu ao espanhol repor a vantagem na frente do campeonato, e assim compensar o abandono na Bélgica.

Os muitos tifosi presentes em Monza tiveram razões para festejar, ainda que não a vitória, tanto mais que os principais adversários de Alonso ficaram pelo caminho. Primeiro foi Jenson Button, com problemas de pressão de combustível no seu McLaren. Depois foram os dois homens da Red Bull a claudicar com problemas mecânicos.

E se Mark Webber poderia ter chegado aos pontos, devido a problemas na caixa de velocidades, Sebastian Vettel não, por via da penalização com passagem pelas boxes, já que quando discutia o quarto posto com Fernando Alonso empurrou do espanhol para fora da pista. E como resultado o alemão ficou agora a 35 pontos do líder do campeonato.

Atrás de Felipe Massa, que completou um resultado relativamente positivo para a Ferrari, terminou um Kimi Raikkonen que evidenciou as limitações do Lotus, que continua sem ganhar, mas que pelo menos lhe valeram pontos que o regressado Jerôme D’Ambrosio não conseguiu no segundo carro da equipa.

Também a Mercedes teve algumas razões de satisfação que fizeram esquecer a má jornada de Spa-Francorchamps, com Michael Schumacher a terminar em sexto diante de Nico Rosberg. Um desfecho de uma prova consistente sempre entre os oito primeiros.

Kamui Kobayashi não conseguiu ter o mesmo nível de andamento do seu companheiro de equipa, levando o segundo Sauber apenas à nona posição, depois de se debater com enormes dificuldades de pneus nas últimas voltas.

Numa prova que parecia complicada para a Force India, Paul di Resta salvou o dia com o seu oitavo lugar, já que o seu companheiro de equipa, Nico Hulkenberg nunca recuperou da desvantagem de ter de arrancar de último.

Quase o mesmo se pode dizer de Bruno Senna na Williams, ainda que o brasileiro só tenha garantido o ponto da 10ª posição na última volta, aproveitando os problemas no Red Bull de Daniel Ricciardo.

 

Classificação

1.º Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) 1h19:m41,221

2.º Sergio Perez (Sauber-Ferrari) + 4,356s

3.º Fernando Alonso (Ferrari) + 20,594s

4.º Felipe Massa (Ferrari) + 29,667s

5.º Kimi Raikkonen (Lotus-Renault) + 30,881s

6.º Michael Schumacher (Mercedes) + 31,259s

7.º Nico Rosberg (Mercedes) + 33,550s

8.º Paul Di Resta (Force India-Mercedes) + 41,057s

9.º Kamui Kobayashi (Sauber-Ferrari) + 43,898s

10.º Bruno Senna (Williams-Renault) + 48,144s

11.º Pastor Maldonado (Williams-Renault) + 48,682s

12.º Daniel Ricciardo (Toro Rosso-Ferrari) + 50,316s

13.º Jerôme d’Ambrosio (Lotus-Renault) + 1m15.861s

14.º Heikki Kovalainen (Caterham-Renault) + 1 volta

15.º Vitaly Petrov (Caterham-Renault) + 1 volta

16.º Charles Pic (Marussia-Cosworth) + 1 volta

17.º Timo Glock (Marussia-Cosworth) + 1 volta

18.º Pedro De la Rosa (HRT-Cosworth) + 1 volta

19.º Narain Karthikeyan (HRT-Cosworth) + 1 volta

 

Campeonato do Mundo – Pilotos                                       

1.º Alonso 179 pontos

2.º Hamilton 142             

3.º Raikkonen 141          

4.º Vettel 140                   

5.º Webber 132                              

6.º Button 101                 

7.º Rosberg 83                 

8.º Grosjean 76                               

9.º Perez 65                      

10.º Massa 47

11.º Schumacher 43

12.º Kobayashi 35

13.º Di Resta 32

14.º Hulkenberg 31

15.º Maldonado 29

16. º Senna 25

17.º Vergne 8

18.º Ricciardo 4

 

Construtores:            

1.º Red Bull 272 pontos

2.º McLaren 243

3.º Ferrari 226

4.º Lotus 217

5.º Mercedes 126

6.º Sauber 100

7.º Force India 63

8.º Williams 54

9.º Toro Rosso 12

Em destaque

Subir