Motores

Kris Meeke sem opções pode anunciar retirada

Kris Meeke perdeu o seu lugar na Toyota para a próxima temporada, e parece cada vez mais provável que não consiga uma solução para continuar ativo no Campeonato do Mundo de Ralis.

Com o fim do programa da Citroën no WRC o britânico começou a ficar sem opções para 2020, sendo que os seus resultados pela Toyota com subidas ao pódio em três provas e um segundo lugar no Rali da Alemanha a contribuir para a situação em que se encontra.

Meeke e o seu co-piloto, Sebastian Marshall terminaram o Campeonato do Mundo na sexta posição, quatro pontos à frente de Jari-Matti Latvala e impuseram-se em 17 especiais, além de terem liderado durante 14 especiais.

E se Latvala ainda deverá assegurar um programa reduzido com a Toyota, o piloto da Irlanda do Norte nem isso deverá conseguir, muito embora haja rumores de que poderá ter um papel de ensaiador na formação dirigida por Tommi Makinen.

Fora da Toyota Kris Meeke apenas poderia encontrar um lugar na M-Sport Ford, mas Esapekka Lappi, que ficou também ‘desempregado’ com o fim do programa da Citroën, parece ter mais hipóteses de assegurar uma vaga na estrutura de Malcolm Wilson.

Neste cenário o britânico pode encarar mesmo uma retirada da competição.

Mais partilhadas da semana

Subir