Motores

Kobayashi coloca a Toyota na ‘pole’ em Spa-Francorchamps

Uma volta em 1m54,67s deu a ‘pole position’ para as 6 Horas de Spa-Francorchamps ao Toyota TS050 Hybrid # 7, batendo o seu compariota Kazuki Nakajima por 0,379s.

Koabayshi, que divide o seu carro com Mike Conway e José Maria Lopez eclipsou o melhor tempo dos LMP1 não híbridos em quase dois segundos, sendo que a combinação das melhores voltas do japonês e de Conway resultou numa média de 1m54,583s, suficiente para o colocar à frente do outro carro da Toyota.

Numa qualificação repleta de incidentes – incluindo um grande despiste de Pietro Fittipaldi no BR1 Ginson da DragonSpeed, o Toyota # 8, qualificado por Fernando Alonso e Kazuki Kakajima deixou-os a mais de três décimas dos seus companheiros de equipa, sendo que estes beneficiaram de uma melhoria de 1,6 segundos relativamente aos tempos dos terceiros treinos livres.

O melhor dos LMP1 não híbridos foi o Rebellion R13 Gibson # 1, que foi partilhado por Bruno Senna e Neel Jani e logrou um tempo médio ao traçado das Ardenas em 1m56,425s, largando assim da terceira posição da grelha, repartindo a segunda fila da grelha com o outro protótipo da formação suíça, o carro # 3, qualificado por Gustavo Menezes e Thomas Laurent.

Na sequência do grande acidente sofrido Pietro Fittipaldi foi transportado de helicóptero para o hospital em Liége, com a suspeita de ter partido as pernas, embora em situação estável, levando a uma situação de bandeiras vermelhas, depois do BR1 # 10 ter embatido violentamente nas barreiras de pneus em Eau Rouge.

Em LMP1 a ‘pole’ foi conseguida por Nicolas Lapierre e Pierre Thiriet no Singatech Alpine # 36, com uma volta média em 2m02,405s, superando em 0,024s Roman Rusinov e Jean-Eric Vergne no Oreca # 26 da G-Drivem enquanto o terceiro e quarto tempos foram obtidos pelos Oreca da Jackie Chan DC Racing, sendo o mais rápido o de Ho-Pin Tung e de Stéphane Richelmi.

Em GTE Pro foi a Ford a chamar a si ‘pole’, através de Andy Priaulx e Harry Tincknell, que no carro # 67 estabeleceram a melhor média (2m12,947s), com Priaulx a lograr ser o mais rápido dos dois britânicos. E como se isso não bastasse a marca da oval também conseguiu a segunda melhor marca da classe, com Oliver Pla e Stefan Mucke no # 66 a ficarem uma décima atrás dos seus companheiros de equipa.

Já em GTE Am, Pedro Lamy e Paul Dalla Lana tiveram de se contentar com o segundo tempo no Aston Martin # 98, com a marca de 2m16,558s, a 0,036s de Matt Campbell e Christian Reid, que garantiram a ‘pole’ da categoria no Porsche 911 RSR # 77 da Dempsey Proton.

Resultado da qualificação

1º Conway/Kobayashi/Lopez (Toyota) 1m54,583s

2º Buemi/Nakajima/Alonso (Toyota) 1m54,962s

3º Jani/Lottterer/Senna (Rebellion) 1m56,425s

4º Beche/Laurent/Menezes (Rebellion) 1m56,992s

5º Aleshin/Petrov (BR1) 1m58,247s

6º Webb/Kreihamer/Dillman (ByKolles) 1m58,697s

7º Lapierre/Negrão/Thiriet (Alpine) 2m02,405s

8º Rusinov/Vergne/Pizzitola (Oreca) 2m02,429s

9º Tung/Aubrey/Richelmi (Oreca) 2m02,824s

10º Jaafar/Tan/Jeffri (Oreca) 2m03,023s

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir