Tecnologia

Kim Schmitz: “Está a chegar o novo Megaupload”

kim schmitz 3Programador alemão afirma que tem já 90 por cento do trabalho concluído. Os servidores estão a chegar, os investidores estão prontos, o novo Megaupload vai mesmo ser lançado.

Vem aí o novo Megaupload. Depois de vários meses fechado pelo FBI, Kim Schmitz prepara-se para lançar a nova versão do famoso site de partilha de ficheiros. Resta saber se na mesma base do projeto ou não. Recorde-se que recentemente, ‘Dotcom’, como é conhecido na rede, afirmou que pensava lançar algo que combatesse o poderio detido pelas editoras no mundo da música e do cinema.

A confirmação do lançamento da nova versão do Megaupload é dada pelo próprio Schmitz: “Tenho 90% do código feito. Os servidores estão a caminho. Advogados, parceiros e investidores estão prontos. Sejam pacientes, está a chegar”, escreveu o programador alemão na rede social Twitter, onde é seguido por mais de 130 mil utilizadores.

Em agosto, Schmitz já tinha levantado a ponta do véu, sugerindo que o Megaupload iria voltar mais forte, mais rápido e mais seguro (saiba mais aqui).

Entretanto, na parte judicial, Dotcom continua a aguardar a decisão dos tribunais neozelandeses em o extraditar, ou não, para os Estados Unidos, onde é acusada de vários crimes de violação de direitos de autor.

Contudo, o caso sofreu um revés esta semana. Na altura das investigações feitas à vida profissional de Kim Schmitz, a polícia da Nova Zelândia espiou ilegalmente o programador alemão. As autoridades apenas têm autorização para o fazer a cidadãos estrangeiros que vivem no país. Porém, o criador do Megaupload possuiu dupla nacionalidade.

Recorde-se que Kim Schimtz, criador e um dos lideres do Megaupload, foi detido pelo FBI a 20 de janeiro passado, juntamente com mais seis pessoas na Nova Zelândia, e é agora acusado de violação de direitos de autor e enriquecimento ilícito pelas autoridades norte-americanas. Só em 2010, estima-se que ‘Dotcom’ tenha metido ao bolso qualquer coisa como 42 milhões de dólares. Imagens encontradas na Internet mostram mesmo o programador informático a bordo de aviões particulares, entre outros luxos. Desde 2005, ano em que o Megaupload foi lançado, estima-se que Kim tenha lucrado cerca de 175 milhões de euros com o site.

Em destaque

Subir