Mundo

Kadhafi enterrado algures no deserto na madrugada desta terça-feira

khadafiMuammar Kadhafi, ex-líder líbio, foi enterrado num “local secreto”, algures no deserto, na madrugada desta terça-feira. O corpo do coronel jaz agora junto a um dos seus filhos, Muatassim Kadhafi, e do ministro da Defesa, Abu Bakr Yunes Jaber. Algumas personalidades do Conselho Nacional de Transição (CNT) marcaram presença no funeral, que decorreu depois de frustradas as negociações para a entrega do cadáver a apoiantes do líder da Líbia.

O ex-líder do regime líbio, assassinado depois da captura, pelas forças rebeldes, foi enterrado no deserto, em localização não divulgada, numa cerimónia que contou com a presença de alguns representantes do CNT. O funeral de Kadhafi, ao lado do filho e do ministro da Defesa, põe termo às negociações que tentavam devolver o corpo do general a alguns dos seus apoiantes.

Os líbios pró-Kadhafi pretendiam fazer uma cerimónia de homenagem ao seu antigo líder e tentaram reclamar o corpo. No entanto, segundo representantes do CNT, o corpo estava num estado de decomposição que obrigou a que se realizasse o funeral, no deserto, em localização secreta.

Os corpos de Muammar Kadhafi e do seu filho Muatassim estavam expostos na cidade de Misrata, na Líbia, ao lado de Abu Bakr Yunes Jaber, numa câmara frigorífica durante quatro dias. Segundo fonte anónima do CNT, a avançada decomposição precipitou o enterro.

A cerimónia surge numa altura em que o CNT procede a investigações sobre as circunstâncias em que Kadhafi foi morto. Segundo alguns vídeos, o ex-ditador foi torturado, humilhado e sodomizado, antes de uma execução sumária, que representaria um mau início da nova Líbia.

As imagens dessa tortura foram divulgadas na Internet e mostram Kadhafi – a certa altura com uma arma encostada na cabeça – no momento da detenção, em que terá pedido clemência. O coronel foi capturado vivo e a captura não provocou a sua morte, ao contrário do que sugeriram responsáveis do CNT.

As primeiras informações adiantavam que o general fora capturado, mas com vida. “Muammar Kadhafi já foi apanhado e está ferido com gravidade. Não está morto”, dissera, à France Press, o comandante do CNT. Mohamed Leith revelava que viu “com os próprios olhos” Kadhafi e assegurava que “o ex-ditador ainda respirava”.

Já Abdel Majid Mlegta, oficial do Conselho Nacional de Transição, afirmava que foram disparados tiros para as pernas de Kadhafi, quando este tentava escapar de Sirte, numa caravana que a NATO atingiu. 

A NATO procurava o ditador e participou na operação que levou à sua captura, mas as circunstâncias em que a mesma ocorreu permanecem por explicar e com informações contraditórias, ainda que as imagens destes vídeos mostrem uma parte do acontecimento.

Entretanto, o CNT, depois das negociações frustradas para a entrega do corpo a tribos que apoiavam Kadhafi, tenta agora encontrar o outro filho do ex-ditador, que continua a monte.

Veja as imagens da captura de Kadhafi

Em destaque

Subir