Nas Notícias

Juíza sul-africana rejeita libertação sob fiança de ex-ministro das Finanças moçambicano

A juíza Sagra Subroyen, do tribunal sul-africano de Kempton Park, rejeitou hoje o pedido de libertação sob caução do ex-ministro das Finanças moçambicano Manuel Chang, acusado de fraude e corrupção nos Estados Unidos.

“Conceder a liberdade não seria no interesse da justiça e da sociedade. O arguido permanece detido sob custódia pendente da sua extradição”, disse a juíza no decorrer da leitura da sentença, que durou duas horas.

O mesmo tribunal está a analisar também o pedido de extradição para os Estados Unidos, devendo a decisão ser anunciada na audiência marcada para 26 de fevereiro.

Os EUA acusam Manuel Chang de conspiração para fraude eletrónica, conspiração para fraude com valores mobiliários e lavagem de dinheiro, no âmbito do processo das dívidas ocultas de Moçambique.

O ex-ministro foi detido no Aeroporto Internacional O. R. Tambo, em Joanesburgo, com base num mandado de captura internacional emitido pelos Estados Unidos em 27 dezembro.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir