Nas Notícias

Judiciária alerta clientes do PayPal para fraude informática por roubo de dados

paypalpj paypal Está em curso uma investigação da Polícia Judiciária (PJ), relacionada com fraudes através do PayPal, serviço de pagamento pela Internet, que tem contas bancárias associadas. Através do método de ‘phishing’, ou roubo de dados, alguns cibercriminosos obtêm informações pessoais e fazem transações fraudulentas.

Se utiliza o PayPal deve ter atenção redobrada e nunca aceder à sua conta através de hiperligações que receba de e-mails enviados para a sua caixa do correio.

A PJ alerta para um sistema de burla, chamado de ‘phishing’ – o fenómeno não é novo, mas continua a provocar vítimas – que usa as contas de e-mail como meio para chegar aos utilizadores mais incautos.

Os cibercriminosos usam um estratagema que consiste no envio de um e-mail em que se fazem passar pelo PayPal (método de pagamento seguro, mas que exige cuidados, como qualquer sistema de transação bancária pela Internet).

As vítimas recebem um e-mail e são convidadas a fazer login, a partir de uma hiperligação, sob o argumento (falso) de que a sua conta está bloqueada.

Só que, se seguirem as instruções recebidas, estão, sem saber, a fornecer os seus dados pessoais aos burlões, que posteriormente conseguem fazer transferências bancárias a partir das contas PayPal, às quais passam a ter acesso.

O Paypal não envia e-mails com links, a pedir aos utilizadores que acedam à sua conta dessa forma. E pede aos utilizadores para que denunciem todos os casos que violem esta regra.

Sempre que receberem um e-mail a pedir para que se faça um login na conta PayPal, os utilizadores devem denunciar o caso, encaminhando esse mesmo email para o endereço [email protected]

O PayPal é um sistema que permite a transferência de dinheiro entre pessoas, usando um endereço de e-mail. O processo é mais rápido e seguro. Mas os utilizadores devem ter um grande cuidado: nunca aceder à sua conta a partir de links que recebam por e-mail.

O mesmo cuidado deve ter-se quando se usa uma conta bancária através da Internet. Também os clientes de bancos portugueses, tal como o PayPal, são muitas vezes vítimas deste esquema fraudulento que a Polícia Judiciária investiga.

O ‘phishing’ não é um fenómeno novo e se usa a Internet com certeza já ouviu falar deste método de fraude. Resume-se a uma tentativa de roubo de dados, que permite aos criminosos aceder a espaços protegidos por palavra passe.

A vulnerabilidade do PayPal é a facilidade com que é possível fazer transações. Basta um endereço de e-mail e uma palavra passe para entrar numa conta e fazer movimentos. Os bancos portugueses usam sistemas que protegem os seus clientes, como envio de sms ou cartões matriz.

Em destaque

Subir