Nas Notícias

Jovem de 19 anos detido por acesso ilegítimo e sabotagem informática

A Polícia Judiciária deteve hoje um jovem de 19 anos e constituiu arguido outro, de 23 anos, pela “prática reiterada” de acesso ilegítimo, falsidade, dano e sabotagem informática e realizou buscas domiciliárias em quatro locais.

Em comunicado, a PJ adianta que os ataques informáticos em escala, conhecidos por “Defacing” e “DDoS”, eram dirigidos a entidades públicas e privadas e foram-se agravando nos últimos dois meses, tendo origem “num grupo criminoso de cidadãos portugueses”.

“Além de comprometerem a integridade e a disponibilidade dos dados e da informação das entidades visadas, estes crimes informáticos afetam a paz social e a segurança no domínio do ciberespaço”, refere a Polícia Judiciária.

Após as participações de várias entidades e perante a reincidência dos dois suspeitos foram realizadas buscas domiciliárias para que fosse apreendido o material informático utilizado nos crimes.

O jovem detido já tinha antecedentes por crimes de idêntica natureza.

A PJ apela a que as entidades públicas e privadas cumpram as diretrizes e regras técnicas de segurança constantes da RCM 41/2018 de 28 de março.

A operação esteve a cargo da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), em inquérito do Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

0Shares

Em destaque

Subir