Motores

José Pedro Fontes provou que tem “andamento em pisos de asfalto”

Embora a quinta posição absoluta e o segundo lugar no Campeonato de Portugal de Ralis não seja o resultado que pretendia na 60ª edição do Rali Vinho da Madeira, José Pedro Fontes está contente com o andamento demonstrado.

O piloto do Citroën Vodafone Team fez uma prova em crescendo, e juntamente com Inês Ponte foi melhorando a sua performance, conseguindo alguns tempos dentro do top três vencendo mesmo a derradeira especial da prova do Club Sports Madeira.

Fotos: AIFA

No último dia de prova ‘Zé Pedro’ e Inês iniciaram a fase final a mais de 44 segundos, resultado que refletia a perda de tempo na véspera, onde nem sempre conseguiu os melhores acertos para o Citroën C3 R5. Tudo melhorou no sábado e por isso a ponta final do rali foi bem melhor do que o começo.

“Naturalmente que não era este o resultado que pretendíamos, mas foi o possível em face do muito tempo perdido ontem, num único troço. De qualquer modo voltámos a comprovar – tal como tínhamos feito em Castelo Branco – que temos andamento em pisos de asfalto para nos batermos de igual para igual com os nossos adversários e que o nosso C3 R5 é um excelente aliado para isso”, considerou o piloto do Porto.

Mas José Pedro Fontes não perde a ideia de um melhor resultado na próxima prova: “Vamos agora trabalhar para estarmos na máxima forma no Rali Terras d’Aboboreira, em setembro, de modo a oferecer uma vitória aos nossos patrocinadores e aos nossos fãs, não só os muitos que nos incentivaram aqui na Madeira, como os que habitualmente nos seguem nas restantes provas”.

“Deixo os parabéns aos vencedores, do CPR e em termos absolutos, e à organização por, uma vez mais, ter colocado no terreno uma excelente prova, celebrando este ano o 60º aniversário do Rali Vinho da Madeira, que foi acompanhado por uma moldura humana impressionante”, acrescentou o piloto do Citroën Vodafone Team, que sai da Madeira com mais 20 pontos para o campeonato, acrescendo um proporcional de 1,58 pontos, fruto dos melhores tempos registados em seis das 19 especiais madeirenses.

Fontes sobe, assim, duas posições na tabelas de Pilotos e a sua navegadora galga três lugares na de Navegadores, passando ambos a ocupar o quinto lugar, quando estão por disputar três ralis até final da temporada.

Mais partilhadas da semana

Subir