Motores

José Pedro Fontes já percebeu que ritmo imprimir no segundo dia em Amarante

O começo de prova no Rali Amarante Baião já deu para José Pedro Fontes perceber que ritmo imprimir no resto da prova.

O piloto do Citroën C3 terminou a etapa inicial na segunda posição, a 5,2 segundos do líder, João Barros, e apesar dos quilómetros percorridos não serem muitos foi possível perceber como encarar a tirada deste sábado.

Foto: AIFA

Disputada pela primeira vez em pisos de asfalto, a prova do Clube Automóvel apresenta desafios muito próprios, algo diferentes das encontradas por José Pedro Fontes e Paulo Babo na Madeira, onde a dupla se deu particularmente bem.

Nas três especiais de sexta-feira as diferenças entre os concorrentes da frente foram mínimas mas o piloto do Porto já pôde compreender vários pormenores: “A etapa foi curta mas já deu para recolher dados importantes. Foi um bom dia e estamos cientes de que podemos imprimir um bom andamento e lutar pela vitória. É com esse objetivo que encaramos as especiais da segunda etapa”.

Para hoje estão reservadas oito especiais cronometradas, perfazendo cerca de 90 quilómetros ao cronómetro, com início pelas 10h10 e final após as 18h35.

Mais partilhadas da semana

Subir