Motores

José Pedro Fontes com “grande expetativa” numa prova de “características válidas” para o C3 R5

José Pedro Fontes aborda com “grande expetativa” a sua participação no Rali de Castelo Branco, prova que marca o começo da fase de asfalto do Campeonato de Portugal da especialidade.

Depois do Rali de Portugal o Citroën C3 R5 do piloto portuense – que volta a ter Inês Ponte a seu lado depois da apendicite que motivou a ausência da co-piloto no Rali de Portugal – foi alvo de uma completa revisão em termos de afinações e ‘set-up’ pensados para a mudança de superfície para esta segunda parte da temporada.

Fotos: AIFA

“Este primeiro rali em asfalto da temporada é abordado com grande expetativa. Temos trabalhado a fundo na preparação do carro para as especificidades deste piso. Realizámos uma sessão de testes e o resultado foi positivo com o carro a corresponder sem reservas às exigências em asfalto”, explica José Pedro Fontes.

O piloto do Citroën Vodafone Team destaca as características da prova da Escuderia de Castelo Branco, ainda que o evento tenha sofrido alterações: “Sabemos que o trajeto é novo e isso coloca alguns desafios adicionais. Mas, neste aspeto, estaremos em pé de igualdade com os outros pilotos”.

“Por outro lado, já venci em Castelo Branco por três vezes – a última em 2017 – sei que o meu estilo de condução, e o nosso rendimento como equipa, funciona bem neste tipo de condições”, lembra José Pedro Fontes.

O piloto portuense acentua que o terreno também é favorável ao seu Citroën: “Também, não é menos verdade que as características do C3 R5 são muito válidas para esta prova; temos um carro sólido e fiável, que se adapta bem ao asfalto, pelo que vamos estar à partida em boa forma e totalmente confiantes. A nossa aposta é mesmo lutar pela vitória, mesmo sabendo que o Rali de Castelo Branco é exigente e que, mais uma vez, vamos contar com um excelente lote de rivais”.

Mais partilhadas da semana

Subir