Nas Notícias

Jornalista da SIC defende Porto em crítica violenta na questão do Infarmed

“Fiquem lá com o Infarmed”, assim começa o artigo de opinião assinado por Pedro Cruz, jornalista da SIC, onde este arrasa o processo de transferência que, afinal, pode não acontecer do Infarmed de Lisboa para o Porto. “Vão num instantinho ali abaixo de Braga, para não dizer pior”, atira.

A mudança da Autoridade do Medicamento de Lisboa para o Porto, numa decisão que o Governo já tinha assumido como tomada, sofreu um recuo que tem merecido várias críticas de norte a sul do país.

Mas uma das mais ‘violentas’ surge por parte de Pedro Cruz, jornalista da SIC que assina um artigo de opinião no sítio da SIC Notícias onde deixa críticas à forma como o processo tem sido conduzido.

Pedro Cruz começa por ser irónico nas palavras que dirige em defesa do Porto, “essa cidade remota, onde ainda não chegou o automóvel, onde os carros são puxados por tração animal”.

O jornalista da SIC sustenta ainda que a Invicta é a cidade “onde os esgotos correm e céu aberto pelas ruas e onde as pessoas que lá vivem, regra geral, são bárbaros”.

Pedro Cruz vai mais longe e avisa que o Porto “não quer” o Infarmed.

“Porque o Porto não quer, não precisa e não vive de favores da corte; porque o Porto não quer ser capital de nada; porque o Porto vive bem consigo próprio e com o que é.”

O jornalista da SIC sublinha que “o Porto não gosta de prémios de consolação, de ser a segunda escolha ou de favores do Terreiro do Paço dos quais nunca precisou”.

No artigo de opinião que já se tornou viral nas redes sociais ‘nortenhas’, Pedro Cruz deixa ainda críticas aos funcionários do Infarmed.

“Fiquem lá com o Infarmed”, nota, salientando que é “para acalmar uma trupe de funcionários públicos que são imutáveis, perpétuos e perenes”.

Se o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, considera este processo uma “anedota da descentralização”, o jornalista avisa ainda que no capítulo da ciência o Porto está ‘servido’, uma vez que tem “os cientistas mais influentes do mundo – repito – do mundo”

“Façam bom proveito”, atira ainda Pedro Cruz, pedindo que se junte o Infarmed a uma Lisboa de “centralismo absurdo e ultrapassado”.

Nas linhas que dedica neste artigo de opinião, o jornalista da SIC não esquece uma célebre tirada de António Costa que, no Parlamento, chegou a dizer, um dia, que “palavra dada é palavra honrada”.

O primeiro-ministro garantiu que o Infarmed iria ser transferido para o Porto, situação que agora não está certa.

Assim, Pedro Cruz faz uma alusão a essas palavras de Costa.

“Porque a ‘palavra dada’ já não é o que era”, revela, fechando o artigo de opinião com uma espécie de ‘chavão’ no dizer popular nortenho.

“Vão num instantinho ali abaixo de Braga, para não dizer pior (…)”.

O Infarmed tem a missão de fiscalizar e controlar tudo que respeita aos medicamentos que estão no país.

Veja no vídeo:


Mais partilhadas da semana

Subir