Motociclismo

Jorge Viegas admite regresso do MotoGP a Portugal

Recém eleito Presidente da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), Jorge Viegas admitiu que o MotoGP pode regressar no futuro ao nosso país.

Em declarações ao motosport.com.pt o português que agora dirige a FIM referiu acreditar no regresso do Grande Prémio de Portugal em motociclismo, algo que não sucede desde 2012. Aliás, o Circuito do Estoril recebeu a prova durante 12 anos consecutivos.

Ao mesmo site Jorge Viegas adiantou ter “indicações muito positivas do Governo em querer trazer o ‘Mundial’ de volta ao país, seja onde for, no Estoril ou Algarve”. E afirma que membros do executivo já “sublinharam essa vontade”, embora lembre que “só intenções não chegam”.

O Presidente da FIM lembra que “é preciso cumprir diversas premissas, nomeadamente a nível financeiro, e é precioso um lugar no calendário, o que não é fácil, tantos são os interesses neste capítulo”.

Jorge Viegas confessou ainda que mesmo antes de ser eleito para dirigir a Federação Internacional de Motociclismo já desenvolvia esforços para fazer regressar Portugal ao calendário do MotoGP.

E agora, com um piloto luso no pelotão da categoria ‘rainha’ do motociclismo mundial – Miguel Oliveira – mais sentido faz fazer regressar ao nosso país aquele que em tempos foi apelidado de ‘Continental Circus’.

Mais partilhadas da semana

Subir