Desporto

Jorge Jesus: “Isto é um batatal”

Jorge Jesus criticou a UEFA pelo péssimo estado do relvado do Viktoria Plzen. “Isto parecia um batatal”, afirmou o treinador do Sporting, na entrevista rápida.

Com uma dor de cabeça após “um jogo desgastante”, o técnico leonino lembrou os avisos que deixou sobre uma equipa “perigosa no espaço aéreo”, lamentando que o desperdício dos verdes e brancos tenha obrigado à disputa do prolongamento.

“Tivemos duas oportunidades, o penálti do Bas Dost e a recarga do Bruno e nem assim fizemos golos”, frisou.

Mas o ponto mais forte do discurso ficou para o estado do relvado.

“A UEFA deveria pôr uma norma, no treino de véspera a equipa da casa não pode treinar aqui”, começou por explicar.

“Isto parecia um batatal”, afirmou Jorge Jesus, irritado.

“A UEFA tanta coisa e não se preocupa com a qualidade do jogo? Só estou a falar porque passámos a eliminatória, senão não falava. Estamos nos quartos de final, é isso que importa”, salientou.

Sobre o jogo, o treinador do Sporting lamentou a “muita expectativa” da equipa na primeira meia hora.

“O primeiro golo [dos checos] deixou a equipa sem saber se devia ser ofensiva ou evitar um novo golo, tentei passar a mensagem de ir procurar o golo”, argumentou.

Na entrevista rápida, Jorge Jesus deixou ainda um alerta aos jogadores que “estão com dificuldades em apanhar o ritmo desta equipa”, citando os casos de “Petrovic e André” Pinto.

Mais partilhadas da semana

Subir