Motociclismo

Johann Zarco de Ducati no MotoGP

Johann Zarco, dispensado pela KTM esta temporada, irá disputar a próxima época de MotoGP aos comandos de uma Ducati da equipa Avintia.

O francês conseguiu o seu acordo com a formação espanhola durante a última prova da temporada em Valência, depois de perceber que não conseguiria um lugar na formação oficial da Honda após a retirada de Jorge Lorenzo.

Zarco, Bicampeão de Moto2, não admitiu de início que poderia competir pela Avintia pelo facto de não se tratar de “uma equipa de topo”, mas depois terá mantido negociações com a liderança da Ducati, que lhe terá feito ver que a equipa seria uma formação ‘satélite’ da marca de Borgno Panigalle.

Mais tarde a oficialização da ligação de Johann Zarco à Avintia tornou-se mais evidente quando foi confirmada a saída da equipa do checo Karel Abraham, sendo revelada a razão da mudança de posição do francês.

“É um facto que Luigi Dall’Inga (chefe da Ducati) disse-me que podia confiar nele ao decidir assinar pela Avintia para o próximo ano. E como ainda duvidava da capacidade da equipa Avintia foi falar com o meu antigo chefe de mecânicos Massimo Brancini, que me disse que podia confiar em Luigi”, explicou o piloto francês.
Zarco adiantou também outro detalhe muito curioso do acordo, traduzindo que as suas ambições estão mais acima:

“Foi Luigi Dall’Igna que tratou de encontrar-me um bom chefe de mecânicos. Além disso não considero que tenha assinado com a Avintia mas com a Ducati. O meu objetivo para 2020 não pode ser mais baixo do que ser 10º, estar no top sete e juntar-me à equipa oficial em 20212”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir