Insólito

Jogador de rugby torna-se gay após um Acidente Vascular Cerebral

chris_birchUm homem, jogador de rugby, assume que passou a ser homossexual depois de ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral. Chris Birch, de 26 anos, inverteu a sua tendência sexual. “Quando recuperei os sentidos, era gay…”, resume, ao The Telegraph. Agora, detesta rugby, odeia convívios em redor da cerveja e até está a tirar um curso de cabeleireiro.

Um caso intrigante, mas com justificação médica. A história de Chris Birch – um jogador de rugby – permite estabelecer uma relação direta entre a tendência sexual e um AVC.

Chris Birch praticava a modalidade profissionalmente. Amava a namorada, tinha data de casamento marcada e era um homem de hábitos masculinos: gostava de praticar desporto e de um bom convívio em redor da cerveja, com os amigos.

Até que sofreu um AVC, durante um jogo. Quando recuperou dos sentidos, a sua vida mudou, mas não apenas em termos físicos. Alterou todos os seus gostos (passou a detestar rugby, por exemplo) e cancelou o casamento que tinha marcado, porque sentiu que era homossexual.

E esta transformação, segundo a história contada pelo próprio ao The Telegraph, ocorreu de forma imediata. “Quando recuperei os sentidos, era homossexual… E ainda sou. Pode parecer estranho, mas senti-me diferente e já não me interessava por mulheres”, garantiu Chris Birch, que vive em South Wales.

Hoje, o outrora jogador de uma modalidade dura é um homem com outra sensibilidade, apenas devido a um derrame cerebral. Chris Birch, que passou a “odiar” todos os hábitos de que tanto gostava, sente-se totalmente seguro da sua escolha sexual e é feliz ao lado do seu namorado, Jack Powell, de 19 anos, com quem partilha um apartamento.

Quando se escreve que a vida de Chris mudou “não apenas em termos físicos”, não significa que padeça agora de alguma limitação. Mudou fisicamente porque descolorou o cabelo e já não deixa crescer a barba…

“Passei de skinhead a um homem arranjadinho”, conta… As pessoas o reconhecem, com o seu novo visual. Mais um pormenor: tirou um curso de cabeleireiro e trabalha num salão de beleza.

Segundo defende Joe Korner, da Associação de Acidentes Vasculares Cerebrais, após um derrame, “o cérebro procede a novas conexões neurais”, podem suscitar “características que a pessoa não tinha de forma evidenciada”.

E o caso de Chris Birch nem é único… Recentemente, um jovem de Malvern, Worcestershire, chamado Alan Brown, descobriu um talento escondido após um AVC. Acordou e passou a pintar e desenhar como nunca o fizera…

Mais partilhadas da semana

Subir