Desporto

Jesus revela que tem outras propostas mas diz que Flamengo é um “plano A”

O treinador português Jorge Jesus admitiu hoje que o seu futuro pode passar pelo Flamengo, equipa do campeonato brasileiro de futebol, que considera ser “um plano A”, frisando que a prioridade assenta em clubes que lutem por títulos.

O antigo técnico de Sporting de Braga, Benfica e Sporting, entre outros, que partiu esta tarde para Madrid, onde se vai encontrar com os responsáveis do clube brasileiro pela primeira vez, falou à comunicação social no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

“Flamengo é Flamengo, um dos maiores clubes do mundo. Nada está certo, tenho em cima da mesa outras propostas que desportivamente não são iguais, mas que financeiramente não há comparação possível de certeza”, afirmou Jesus, revelando que os outros convites dizem respeito ao “mundo árabe”.

Para Jesus, a ideia passa sempre por orientar equipas que possam vencer títulos, considerando o Flamengo um “plano A”.

“A prioridade é ter equipas que possam desportivamente ganhar títulos, que é o caso do Flamengo. Na Europa é exatamente a mesma coisa. O Flamengo é uma equipa que disputa títulos e não há plano B nem A, a equipa do Flamengo tem que ser plano A”, assegurou.

Sem querer adiantar o tempo que poderá ficar no ‘Brasileirão’, o técnico português sublinhou que “não vai exigir nada”, mas esclareceu que “não vai aceitar um ano e meio de contrato”.

Jorge Jesus está sem treinar desde que deixou os árabes do Al Hilal, em janeiro, e lembrou que existe a hipótese de nem chegar a acordo para rumar ao Brasil.

“Não sei quais são as ideias das pessoas do Flamengo, mas devem ser boas para virem à Europa falar comigo. Não sei o que vai acontecer. É uma porta que se abriu e vou ver o que as pessoas querem de mim. Se for possível tudo bem e se não for possível vou continuar a minha caminhada”, explicou.

Mais partilhadas da semana

Subir