Mundo

Investimento chinês em Portugal superou os 9000 milhões em 2018

O investimento chinês em Portugal ultrapassou os nove mil milhões de euros em 2018, de acordo com um relatório divulgado hoje pelo Governo de Macau, encomendado à Associação Internacional de Construtores da China.

Portugal é atualmente o quinto país europeu em volume de investimento chinês, pode ler-se no mesmo documento, apresentado na inauguração do Fórum Internacional sobre o Investimento e Construção de Infraestruturas (IIICF, na sigla em inglês) que termina sexta-feira em Macau.

A energia, a eletricidade, as finanças, os seguros e o imobiliário são as áreas de maior investimento da China em Portugal.

Por outro lado, sublinha-se no memso relatório, a China é a mais importante fonte de capital estrangeiro para os países de língua portuguesa, destacando-se os exemplos de Brasil, Portugal e Moçambique.

A edição deste ano do fórum conta com mais de dois mil empresários, académicos e políticos, dos quais mais de 50 governantes oriundos de 40 países e regiões, num evento cujo orçamento está estimado em 39 milhões de patacas (4,3 milhões de euros) e que é promovido sob a orientação do Ministério do Comércio da República Popular da China e do Governo de Macau.

O IIICF inclui 36 fóruns paralelos, exposições, seminários de promoção de projetos e bolsas de contacto, entre outras atividades de negociação comercial, para operacionalizar a cooperação entre os países envolvidos na estratégia adotada pelo Governo chinês denominada de “Uma Faixa, Uma Rota”, que visa o desenvolvimento de infraestruturas e investimentos em países europeus, asiáticos e africanos.

Mais partilhadas da semana

Subir