Mundo

Instituições ambientais moçambicanas assinam protocolo para agilizar proteção da natureza

Duas instituições ambientais moçambicanas anunciaram hoje que assinaram um protocolo para agilizar a implementação de ações de proteção da natureza.

O protocolo hoje divulgado foi assinado em 16 de maio entre a Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC) moçambicana e a Fundação para a Conservação da Biodiversidade (Biofund).

“As instituições pretendem aprofundar os mecanismos de colaboração e formalizar as modalidades de assistência técnica e assistência financeira para o Sistema Nacional das Áreas de Conservação” de Moçambique, referem em comunicado.

As duas instituições assumem ainda o compromisso de identificar atividades que possam ser realizadas de forma conjunta, usando ao máximo as sinergias entre ambas.

Tais atividades incluem a celebração de eventos importantes para a conservação, campanhas de sensibilização e educação sobre a natureza, mobilização de recursos técnicos e financeiros para o setor.

A ANAC é a instituição estatal responsável pela administração e gestão da rede nacional das áreas de conservação em Moçambique.

A Biofund, fundo privado moçambicano, tem por missão promover o financiamento sustentável da conservação da biodiversidade, com foco para a rede nacional das áreas de conservação.

Mais partilhadas da semana

Subir