Justiça

Inspetores da PJ mantêm greve contra proposta de estatutos

A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC), da Polícia Judiciária, decidiu hoje manter a greve ao trabalho suplementar por tempo indeterminado, a partir de sexta-feira, em protesto contra a proposta governamental dos estatutos profissionais.

Num comunicado enviado à agência Lusa, a ASFIC diz que “a decisão foi tomada esta tarde em função da vontade expressa pelos inspetores nas assembleias regionais, que resultaram na não suspensão da greve, apesar da aprovação em Conselho de Ministros dos diplomas da Lei Orgânica e dos Estatutos Profissionais”.

Em virtude da decisão dos associados, a direção da ASFIC “vai ainda hoje ponderar sobre o caminho a seguir na defesa dos interesses da associação sindical e da própria PJ”, adianta a nota.

A ASFIC anunciou a 18 de julho uma greve a todo o trabalho suplementar, realizado pelos inspetores entre as 17:00 e as 9:00, a partir de sexta-feira e por tempo indeterminado.

No entanto, após a aprovação em Conselho de Ministros das novas carreiras especiais da PJ, da nova estrutura organizacional e do estatuto daqueles profissionais, a ASFIC admitia propor aos seus associados a suspensão da greve.

Mais partilhadas da semana

Subir