Nas Notícias

Índice ultravioleta em valores extremos a muito elevados em todo Portugal Continental

O índice ultravioleta vai registar hoje valores extremos e muito elevados em todo o território de Portugal Continental e também na Madeira, um índice que torna a exposição ao sol particularmente perigosa.

Segundo o ‘site’ do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Évora e Beja são os que apresentam hoje níveis extremos de índice ultravioleta (índice 11), que faz as autoridades recomendarem que se evite a exposição ao sol “o mais possível”.

Os restantes distritos de Portugal Continental terão hoje índices ultravioletas considerados muito elevados (de 8 a 10), tal como a Região Autónoma da Madeira.

Nos índices “muito elevados” as autoridades pedem cuidados e proteção na exposição solar e aconselham a que as crianças evitem apanhem sol.

Nos Açores, a ilha do Faial regista também um índice ultravioleta muito elevado, mas as restantes ilhas apresentam valores moderados.

Os índices ultravioleta variam entre 1 e 2, com risco de exposição à radiação baixo; 3 a 5, considerado moderado; 6 a 7 (elevado); 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

Em destaque

Subir