Nas Notícias

Incendiava florestas pelo prazer de ver os bombeiros a apagar fogos

bombeirosPolícia Judiciária do Funchal deteve um jovem suspeito da prática de fogo posto, na zona oeste da Madeira. O rapaz, de 19 anos, terá ateado diversos incêndios, desde o início do ano. Segundo adianta a Lusa, o motivo desta prática está relacionado com “o prazer de ver a atuação das corporações de bombeiros”.

O prazer de ver os bombeiros em ação terá motivado este suspeito a incendiar diversas florestas, na Madeira. Um elemento da Polícia Judiciária do Funchal refere à Lusa que “não sendo encontrado o móbil do crime”, as autoridades consideram que os fogos florestais foram ateados “pelo prazer de assistir à atuação das corporações dos bombeiros”.

Estes incêndios foram ateados desde o início do ano em diversas florestas, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira por fonte da PJ, que indica ainda que não é conhecida a profissão do suspeito.

O Departamento de Investigação Criminal do Funchal informa ainda, através de um comunicado, de que esta detenção resulta de “uma investigação feita em diversos incêndios”, em número elevado, numa altura do ano pouco propensa a fogos florestais.

Esses incêndios ocorreram em áreas distintas, mas sempre na zona oeste da Madeira, o que levou a PJ a considerar a hipótese de fogo posto. Depois de recolhidos “fortes indícios” apontam o jovem como culpado, o suspeito foi submetido a um primeiro interrogatório judicial, que determinou, como medida de coação, termo de identidade e residência. O jovem vai aguardar por julgamento em liberdade, mas está sujeito a apresentações periódicas nas autoridades locais.

Os incêndios provocaram “perigo para bens patrimoniais de relevo” e só não atingiram proporções maiores graças à rápida e eficaz intervenção dos bombeiros, que combateram as chamas sempre com prontidão.

Em destaque

Subir