Europa

Idoso vai apanhar 350 chicotadas, na Arábia Saudita, por transportar vinho

Um idoso de 74 anos foi condenado pela Arábia Saudita a 350 chicotadas. O crime de Karl Andree foi o transporte de vinho num país onde o álcool é proibido. A família, temendo que o britânico morra durante a flagelação, apelaram a uma intervenção de David Cameron, que já comentou o assunto.

Por transportar vinho na Arábia Saudita, onde as leis sobre as bebidas alcoólicas são muito rigorosas, um idoso britânico foi condenado a 350 chicotadas.

Karl Andree, um empresário de 74 anos ligado à exploração petrolífera, foi sentenciado a ser chicoteado em público depois da polícia ter encontrado, no carro, garrafas com vinho caseiro.

O caso ocorreu no ano passado e o homem tem estado detido desde então, o que terá acelerado a degradação do estado de saúde.

“O nosso pai deu 25 anos da carreira à Arábia Saudita e é assim que é tratado”, lamentou um dos três filhos, Simon, numa entrevista ao The Sun: “Até ser preso, ele era feliz por trabalhar lá e sentia-se seguro”.

“Tem 74 anos, teve cancro três vezes, sofre de asma e a mulher está a morrer em casa, no Reino Unido”, lembrou ainda o filho, lendo um apelo escrito pela família e dirigido ao primeiro-ministro britânico: “Imploramos a David Cameron que intervenha pessoalmente e ajude a trazer o nosso pai para casa. O Governo saudita só irá dar ouvidos a ele”.

Numa resposta enviada ao mesmo jornal, o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico adiantou que “os funcionários da embaixada estão a ajudar Andree”, na medida do possível: “Visitam-no regularmente para verificar o seu bem-estar e contactam frequentemente o advogado e a família. Estamos à procura de uma maneira de o libertar o mais depressa possível”.

Outra filha, Kirsten Piroth, admitiu à BBC que a família cedo perdeu a esperança de que a idade avançada levasse a justiça saudita a ser mais branda na condenação.

“Agora, eu só quero que ele venha para casa”, desabafou.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir