Local

Idoso matou duas mulheres e tentou suicídio em estado grave

O idoso que matou hoje a mulher e uma cunhada, com tiros de pistola, e se tentou suicidar, em Alandroal (Évora), foi transportado em estado grave para um hospital em Lisboa, indicaram fontes policiais e do INEM.

Segundo a fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o homem, de 83 anos, foi transportado de helicóptero para o Hospital de Santa Maria.

O idoso, que matou a mulher, também de 83 anos, e uma irmã desta, de 80, com tiros de uma pistola, tentou suicidar-se de seguida, com a mesma arma de fogo, num monte perto de Terena, no concelho de Alandroal, distrito de Évora, relatou à Lusa fonte da GNR.

Os militares da guarda, segundo a fonte, foram chamados para a ocorrência por volta das “11:45” e detetaram as duas mulheres já mortas e a tentativa de suicídio do homem.

As mulheres foram “alvejadas com recurso a uma arma de fogo, uma pistola”, a mesma que o alegado homicida terá utilizado para se tentar suicidar, acrescentou a fonte da GNR, referindo que a investigação está, agora, a cargo da Polícia Judiciária (PJ).

Fonte da PJ, contactada pela Lusa, confirmou tratar-se de duplo homicídio, seguido de tentativa de suicídio.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora afirmou que o alerta foi dado pouco antes do meio-dia e que a ocorrência teve lugar no Monte do Espada, perto de Terena, no concelho alentejano de Alandroal.

Para o local, foram mobilizados 25 operacionais, apoiados por dez veículos, das corporações de bombeiros de Alandroal e de Redondo, da GNR, da PJ e do INEM, que enviou a ambulância de suporte imediato de vida (SIV) de Estremoz, a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) do hospital de Évora e um helicóptero.

Mais partilhadas da semana

Subir