Motores

Hyundai na Argentina moralizada pelo triunfo na Córsega

Ter ganho a Volta à Córsega constituiu um importante fator para elevar a moral da equipa Hyundai na sua deslocação à América do Sul, para os dois próximos ralis do Campeonato do Mundo, na Argentina e no Chile.

A prova argentina apresenta características muito próprias que qualquer um dos três pilotos da marca coreana presentes conhece bem, a começar por Thierry Neuville, vencedor no país das pampas em 2017.

O belga chega à Argentina confiante, mas ciente dos desafios que tem pela frente: “Por um lado temos de olhar pelo carro, mas por outro temos algumas secções onde podemos atacar. É um jogo de equilíbrio. Temos de conseguir um bom andamento mas também estar prontos para forçar ou diminuir o andamento se necessário”.

De regresso à competição, Andreas Mikkelsen também sabe que esta é uma oportunidade para demonstrar que merece representar a Hyundai em mais provas do WRC e libertar-se de um programa parcial, como sucede atualmente.

“É um rali muito bom, que aprecio bastante. O meu objetivo será lutar pelas posições cimeiras. Temos uma boa posição de partida e isso deverá ajudar-nos. As especiais são muito giras, embora por vezes muito longas e difíceis, mas as segundas passagens são muito mais demolidoras”, afirma o norueguês.

Mikkelsen destaca também o ambiente único do rali sul-americano: “Nos percursos de Mina Clavero e El Condór há uma multidão louca. É genial pois damo-nos conta disso mesmo ao volante”.

Fortemente apoiado pelos fãs argentinos, Dani Sordo é um nome a ter em conta na prova do próximo fim de semana. No ano passado subiu ao pódio na Argentina e por isso está fortemente moralizado para o evento deste ano e para os pisos de terra onde se sente mais à vontade com o i20 Coupé WRC.

“Mostramos o nosso andamento em terra no México, lutando pela liderança no primeiro dia. Queremos repetir esse nível de performance na Argentina e vamos fazer tudo ara obter um bom resultado para nós e para a equipa”, assevera o espanhol.

O rali arranca quinta-feira, 25 de abril, com a realização do ‘shakedowm’ e a super especial de abertura, em Villa Carlos Paz. Um total de 18 classificativas vão ser percorridas durante o fim de semana, perfazendo quase 350 quilómetros.

Mais partilhadas da semana

Subir